FORMAS DE GOVERNO

“Quem diz participação, diz democracia (Rosseuau); quem diz democracia, diz organização (Dahl); quem diz organização diz oligarquia (Michels)”.

 FORMAS DE GOVERNO

  1. Monarquia: representado por um chefe de governo e de Estado, personificado na pessoa do rei ou imperador. A maioria das monarquias existentes no mundo atual está muito afastada da imagem de absolutismo. Basta ver os exemplos das muitas monarquias constitucionais atuais, como as do Reino Unido, Austrália, Suécia, Noruega, Dinamarca, Canadá, Japão, Espanha, Bélgica, Liechtenstein, Luxemburgo, Mónaco e Países Baixos.
  2. Parlamentarismo: parlamentarista ou parlamentarismo é um sistema de governo no qual o Chefe de Estado não é eleito pelo povo, não podendo por conseguinte exercer livremente os poderes que lhe são atribuídos pela Constituição (só os exerce a pedido do governo) por falta de legitimidade democrática; e o governo responde politicamente perante o parlamento, o que em sentido estrito significa que o parlamento pode forçar a demissão do governo através da aprovação de uma moção de censura ou da rejeição de uma moção de confiança.
  3. Presidencialismo: é um sistema de governo no qual o presidente da república é chefe de governo e chefe de Estado. Como chefe de Estado, é ele quem escolhe os chefes dos grandes departamentos ou ministérios. Juridicamente, o presidencialismo se caracteriza pela separação de poderes Legislativo, Judiciário e Executivo.

Continue reading “FORMAS DE GOVERNO”

O SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA

1377 – Em seu livro Muqaddimah, Ibn Khaldun, descreve a asabiyyah, o conceito árabe para solidariedade ou coesão social.

1767 – Adam Ferguson, em sua obra, explica a importância do espírito cívico como contrapartida à influência destrutiva do capitalismo na sociedade.

Continue reading “O SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA”

DIVERSIDADE CULTURAL E A MÚSICA 1

Começo aqui a postar uma série de artigos a respeito da diversidade cultural manifestada através da música.

Começaremos viajando para a Mongólia. Apesar de ser o 19º maior país do mundo, a Mongólia é escassamente povoada. Ela possui apenas 3 milhões de habitantes. A maior parte da população (38%) está concentrada na capital Ulan Battor.

Em se tratando de cultura, precisamos destacar a característica nômade ou seminômade de sua população. O que os torna uma sociedade organizada em torno das relações familiares.

A importância dada ao cavalo, sendo a Mongólia o único país onde o número de cavalos supera o de pessoas. O cavalo exerce função essencial no que toca o transporte e também no fornecimento do leite. O leite de égua é bastante rico em nutrientes (açucares).

Ainda assim, a alimentação é bastante deficiente em nutrientes, de modo que grande parte da população se encontra desnutrida. Isso se deve, em grande medida ao clima que impossibilita culturas de subsistência como as observadas em outras regiões do mundo.

Um dos alimentos mais representativos do país é a manteiga de leite de iaque. O chá de manteiga é largamente consumido em algumas regiões da Ásia, incluindo Mongólia.

butter-tea-tibetan

Quanto às características musicais, precisamos destacar o instrumento símbolo da Mongólia, o morin juur.

250px-Mongolian_Musician

Outra característica importante é a capacidade de se cantar dois tons musicais ao mesmo tempo, o chamado canto polifônico.

 

Todas essas características você pode ver no vídeo abaixo.

No vídeo abaixo, explora-se mais características do povo e sua diversidade:

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑