MODOS DE PRODUÇÃO

MODOS DE PRODUÇÃO

PRÉ-CAPITALISTAS:

a) Modo de produção comunal primitivo: A forma primitiva de organização humana levava a sociedade ao extrativismo e a coleta. Buscavam em seu ambiente os recursos para a sobrevivência. Somente por volta de 10000 a. C. é que a terra passou a ser cultivada sistematicamente. A terra e os bens eram de propriedade coletiva.

b) Modo de produção escravista: os meios de produção (terras e instrumentos de produção) e os escravos eram propriedade do senhor. Os escravos eram considerados um instrumento, um objeto, coo um animal ou uma ferramenta. Esse modo de produção caracteriza duas importantes sociedades: a grega e a romana da Antiguidade Clássica.

c) Modo asiático de produção: também chamada de sociedade hidráulica, o modo de produção asiático predominou na Índia e no Egito da Antiguidade, bem como nas civilizações pré-colombianas dos incas (nos países andinos), maias (leste do México) e astecas (do México à Nicarágua).

Trata-se, na verdade, de sociedades fechadas, equipadas com um Estado forte e uma burocracia muito eficiente, capaz de manter o poder total do Estado, ao qual toda sociedade estava subordinada. No modo asiático de produção, os meios de produção e a força de trabalho pertenciam ao Estado, encarnado no Imperador.

d) Modo feudal de produção: predominou na Europa ocidental entre o século V e o século XVI. Em alguns casos, prolongou-se até o século XVIII ou mesmo XIX.

A sociedade feudal estruturou-se sobre a divisão entre senhores e servos. As relações de produção no feudalismo baseavam-se na propriedade do senhor sobre a terra e no trabalho agrícola do servo.

Os servos não viviam como escravos: eles tinham o direito de cultivar um pedaço de terra cedido pelo senhor, sendo obrigados, em troca, a pagar-lhe impostos, rendas, e ainda a trabalhar nas terras do senhor sem nada receber. O servo tinha o direito ao usufruto da terra, mas não podia compra-la ou vendê-la.

e) MODO CAPITALISTA DE PRODUÇÃO: O que caracteriza o modo de produção capitalista são as relações assalariadas de produção (trabalho assalariado) e a propriedade privada dos meios de produção pela burguesia. A forma burguesa substitui a forma feudal de propriedade, assim como o trabalho assalariado passou a ocupar o lugar do trabalho servil, que caracterizava o feudalismo.

Na sociedade feudal, a produção estava voltada para a satisfação das necessidades imediatas das pessoas. Não se produzia tendo em vista o comercio ou o lucro. Na sociedade capitalista, ao contrário, o desenvolvimento da produção é movido pelo desejo de lucro.

Etapas do capitalismo:

  1. Pré-capitalista (séc. XI ao século XV)
  2. Capitalismo comercial ou mercantil (século XV ao século XVIII)
  3. Capitalismo industrial (séc. XVIII ao séc. XX)
  4. Capitalismo financeiro (a maior parte do século XX)
  5. Sociedade pós-industrial (séc. XX ao séc. XXI)

f) MODO SOCIALISTA DE PRODUÇÃO: Enquanto o capitalismo baseia-se na propriedade privada dos meios de produção, o funcionamento da sociedade socialista é a propriedade social (coletiva) dos meios de produção.

No socialismo não existem empresas privadas (ou estas representam apenas uma pequena parcela no total de empresas), já que os meios de produção são públicos ou coletivos. Em teoria, o objetivo da sociedade socialista é a satisfação completa das necessidades materiais e culturais da sociedade: emprego, habitação, educação, saúde, cultura, lazer, etc.

Comenta aí...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: