A questão do Negro em números.

A discriminação por raça, sexo, etnia ou preferências diversas expõe uma necessidade enferma do ser humano de afirmar a inferioridade de alguém ou alguma coisa. Isso mostra que, infelizmente, a natureza do discriminar sempre existiu e sempre existirá de alguma forma, mas é importante notar também que, a medida que o tempo avança, a sociedade evolui e vai deixando suas enfermidades  para traz. Felizmente esse é um caminho sem volta.

Não ficou claro? Confira alguns abismos entre brancos e negros no Brasil:

https://infogram.com/abismo-entre-negros-e-brancos-no-brasil-1g57pr446z0d201

 

Fonte: https://nossacausa.com/negros-no-brasil-uma-historia-de-discriminacao-em-numeros/

FORMAÇÃO ÉTNICO-RACIAL do Brasil

Paz!

Darcy Ribeiro, um importante autorbrasileiro, escreveu uma obra chamada “O povo brasileiro”. Nos links abaixo você encontrará partes do livro formatados como pequenos vídeos.

Tratam-se de vídeos que apresentam as matrizes étnicas que formam o povo brasileiro.

Vale a pena assistir!!!

Continue reading “FORMAÇÃO ÉTNICO-RACIAL do Brasil”

Glossário sobre Diversidade

Paz!

Tal como tenho falado em sala de aula, a ideia de estudar esses glossários abaixo, está no sentido de conhecer a terminologia que está associada a essa temática. Insisto em lhes dizer que tais termos são para conhecimento. Jamais será uma exigência que você os adote, embora possa fazê-lo.

Acesse aos links abaixo para realizar as tarefas propostas em sala:

Glossário – UFSC

Glossário – MEC

Boa leitura.

Cultura brasileira

Paz!

A cultura brasileira é marcada pela miscigenação e fusão de matrizes étnicas diferentes. Segundo Darcy Ribeito, em seu livro “O povo brasileiro” somos o resultado do entrechoque de três matrizes étnicas: Indígenas (matriz TUPI), Portugueses (matriz LUSA) e africanos (matriz AFRO).

Veja os vídeos abaixo para compreender de modo completo as ideias transmitidas pelo livro de Darcy Ribeiro:

Continue reading “Cultura brasileira”

TRABALHO E PRODUÇÃO SOCIAL

Um tema de suma importância para o entendimento de qualquer formação social é o trabalho. Nas sociedades ditas tribais nota-se, em um primeiro olhar, uma economia denominada de subsistência, com uma divisão simples do trabalho. Desse modo, quando um desses aglomerados humanos descobre um meio de acelerar a produção utilizando-se de um artefato qualquer, não existe uma tendência à acumulação do excedente, e sim de um redimensionamento do tempo que passa a ficar ocioso para a realização de outras atividades da tribo. Os critérios de divisão do trabalho são, no mais das vezes, o sexo e a idade, e pode-se falar assim, utilizando uma terminologia durkheimiana, em uma semelhança funcional que dá origem, nesse mesmo autor, a uma solidariedade do tipo mecânico. Continue reading “TRABALHO E PRODUÇÃO SOCIAL”

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑